Peçamos a humildade

Hoje tive a graça de me deparar com uma meditação sobre a humildade à luz do evangelho do dia que narra sobre o Evangelho de São Marcos 8,34 – 9,1 que fala sobre Jesus dizendo “Quem quer me seguir que renuncie a si mesmo”. E em meio a isso foi falado da humildade que devemos ter para que Deus possa trabalhar em nossa vida. E junto a isso Padre Donizete Ferreira que fazia a meditação na Homilia Diária da Canção Nova mostrou como exemplo uma oração que nos remete a humildade, feita pelo Cardeal Merry del Val (1865-1930), Secretário de Estado do Vaticano, durante o pontificado de São Pio X, ele mesmo costuma recitar esta oração depois de celebra a Santa Missa, o que me impressionou é o cuidado com que esta oração tem em nos levar a humildade buscando o que é certo, o que é de Deus e não buscando mostrar aos olhos do mundo… o formato é de uma ladainha a Ladainha da Humildade.

Fiquei muito feliz em conhecê-la e gostaria de partilhar com vocês aqui… o convite também é de que a rezemos, pois buscar a Deus, a santidade passa pela busca da humildade. Como nos diz Santa Tereza D’Ávila:

“Enquanto vivemos nesta terra não há coisa que mais importa para nós do que a humildade”

Livro Moradas, capítulo 2, número 9.

Então rezemos esta Ladainha e que o Senhor nos dê a graça da Humildade e fazer as coisas com amor à Ele.

Ladainha da humildade

Ó Jesus, manso e humilde de coração, ouvi-me.
Do desejo de ser estimado, livrai-me, ó Jesus.
Do desejo de ser amado, livrai-me, ó Jesus.
Do desejo de ser conhecido, livrai-me, ó Jesus.
Do desejo de ser honrado, livrai-me, ó Jesus.
Do desejo de ser louvado, livrai-me, ó Jesus.
Do desejo de ser preferido, livrai-me, ó Jesus.
Do desejo de ser consultado, livrai-me, ó Jesus.
Do desejo de ser aprovado, livrai-me, ó Jesus.
Do receio de ser humilhado, livrai-me, ó Jesus.
Do receio de ser desprezado, livrai-me, ó Jesus.
Do receio de sofrer repulsas, livrai-me, ó Jesus.
Do receio de ser caluniado, livrai-me, ó Jesus.
Do receio de ser esquecido, livrai-me, ó Jesus.
Do receio de ser ridicularizado, livrai-me, ó Jesus.
Do receio de ser difamado, livrai-me, ó Jesus.
Do receio de ser objeto de suspeita, livrai-me, ó Jesus.

Que os outros sejam mais amados do que eu, Jesus, dai-me a graça de desejá-lo.
Que os outros sejam mais estimados do que eu, Jesus, dai-me a graça de desejá-lo.
Que os outros possam elevar-se na opinião do mundo, e que eu possa ser diminuído, Jesus, dai-me a graça de desejá-lo.
Que os outros possam ser escolhidos e eu posto de lado, Jesus, dai-me a graça de desejá-lo.
Que os outros possam ser louvados e eu desprezado, Jesus, dai-me a graça de desejá-lo.
Que os outros possam ser preferidos a mim em todas as coisas, Jesus, dai-me a graça de desejá-lo.
Que os outros possam ser mais santos do que eu, embora me torne o mais santo que quanto me for possível, Jesus, Jesus, dai-me a graça de desejá-lo.

Nossa Senhora nossa mãe e modelo de humildade, rogai por nós!

Abraços,

Tenham uma boa navegada!

Ao dar uma festa – Para Colorir

ao-dar-uma-festa

Pensando em atividades para o domingo celebrado, fiz este desenho bíblico para colorir sobre os ensinamentos de humildade e pensamento nos pobres. Esta passagem fala para quando formos dar uma festa busquemos convidar os pobres, aleijados, coxos, cegos ou aqueles que simplesmente não podem nos retribuir… que aprendamos com Jesus a não querer recompensas daqui desta terra, mas queiramos apenas ajudar, isso nos ajudará para termos a retribuição dos justos.

Um grande abraço,

tenham uma boa navegada.

O imediatismo em tudo

msg-o-imediatismo-em-tudo

Hoje gostaria de partilhar algo com você, sobre como estamos ficando acostumados com coisas imediatas.
Talvez não percebemos, mas com a praticidade das coisas, tudo que exige espera pode nos trazer indignação e nem sempre é assim.
Coisas boas, coisas sólidas, muitas vezes precisam de tempo para serem formadas.
Então temos que aprender que nem tudo está ao nosso alcance e nem tudo tem que ser imediato, pra ontem, nem sempre quando você quer falar é a sua vez, nem sempre quando você quer escutar é a hora certa de fazer isso, nem sempre seu amigo está bem ou vai conseguir falar com ele.
E não estou falando de treinar a paciência, estou falando é de compreender que o mundo não gira ao nosso redor, que temos que ter humildade, saber que o que outro precisa as vezes é mais importante do que preciso e saber respeitar. Que o contato com as pessoas não é igual ao contato com um vendedor em um balcão que está a disposição para o cliente. É compreender que numa roda de amigos não podemos falar todos de uma vez, temos que esperar a nossa vez e talvez nem falar nada.
Queremos fazer muitas coisas ao mesmo tempo. Não estou falando para você parar, apenas mude o ritmo, dê um ritmo novo as coisas. Estamos fazendo muitas coisas ao mesmo tempo e nem sempre é bem feito.
Entendamos que nem tudo é imediato, que nem sempre nossa oração tem que ter uma resposta imediata, que nem sempre o outro tem que estar preparado, que nem sempre você vai estar preparado.
O preparo é bom para se executar algo, e é melhor procurar estar preparado, ao invés de estar sempre executando ou exigir que o outro sempre esteja executando.
Não queiramos coisas imediatas, entendamos que tudo para ficar bom precisa de um preparo.

Um grande abraço a todos.