Vigilância

msg-vigilancia

Hoje, gostaria de falar sobre vigilância, pois estar vigilante é um chamado à todos, mas nem todos se encontram assim. Na verdade, mesmo que busquemos ficar atentos às nossas atitudes, às nossas ações, passamos por tantas adversidades e vemos tantas distrações que querem prender o nosso olhar, que facilmente ficamos longe de fazermos bem todas as coisas.
O Senhor nos diz: “Orai sem cessar”, que devemos entender não como rezar pai-nosso todo o tempo, mas recorrer a Deus e se colocar diante Dele em todo o tempo, mas com as distrações e as fascinações deste mundo, por pouca coisa nos ausentamos da presença de Deus e ai, entra a importância da vigilância.
Com a vigilância podemos ir à todos os lugares, podemos estar numa festa até de carnaval e mesmo assim saber fazer somente aquilo que é saudável e aproveitar verdadeiramente, sem chatear ninguém ou se entregar a exageros. Pois a atenção está voltada às suas ações em relação aos outros e à você mesmo.
Com a vigilância também conseguimos ter a perseverança, o recomeço, a busca pelo que é essencial antes do que é supérfluo, conseguimos estar preparados para surpresas ou serenos mesmo com más notícias, pois serenidade e paz é fruto de dever cumprido, e quem nos traz isso é a vigilância exercida.

Cultivemos a vigilância!

Um abraço!

Nadar contra a correnteza

Msg-NadarContraACorrenteza.jpg
 
Muitas vezes nos sentimos nadando contra a correnteza, principalmente depois que colocamos em prática algo novo que buscávamos realizar, depois da motivação e de fazer o mais difícil que é o iniciar, provavelmente vem o sentimento de insegurança se devemos ou não continuar, e se continuamos não faltará ocasiões para nos fazer desistir, são mil motivos, situações, contratempos e sufocamentos e se não queremos desistir, só nos resta uma coisa… nadar contra a correnteza.
Isso é um ato de vontade que exige esforço, mas é fruto de um coração decidido e que tem fé no que está fazendo… tem um sentido. E isso faz com que resista, continue a buscar, até chegar enfim ao objetivo.
Na vida cristã também é assim, o cristão não é como folhas levada pelo vento, não deixa a vida levar, mas se posiciona e vive buscando aquilo que é do alto e tendo as coisas terrenas sempre como supérfluo. Se todos vão por uma direção por ir, o cristão então nada contra a correnteza e continua buscar aquilo que não passa.

Você está nadando contra a correnteza? Persevere! E não canse de buscar!

Um abraço!